A idade avançada não deteriora a capacidade de tomada de decisão – pelo contrário, pessoas mais velhas podem ser mais capazes de pensar estrategicamente, quando analisada apenas a quantidade de anos, e não doenças que prejudicam as funções cognitivas. É o que mostra um estudo da MetLife e da Universidade de Dallas, realizado nos Estados Unidos com 72 pessoas entre 50 e 79 anos.

Segundo os autores, o estudo procura desbancar pesquisas anteriores que apontam que a capacidade de tomar decisões financeiras, resolver problemas e pensar logicamente é impactada pela idade. De acordo com eles, os resultados anteriores não levam em consideração aspectos individuais, como sinais de demência e outros problemas de saúde, além de não incluírem aspectos positivos da idade avançada, como o acúmulo de experiência de vida e o conhecimento adquirido com o tempo. Por essa razão, o estudo da MetLife inclui apenas adultos com capacidade de cognição saudável, que representam 87% da população americana com mais de 65 anos, segundo o National Institute of Aging.

Os resultados mostram que, entre todas as faixas etárias avaliadas, não há diferença entre a capacidade de tomar decisões e de adquirir e processar informações estrategicamente. Entre os mais velhos, inclusive, foi identificada uma habilidade maior de tomar decisões com consciência das consequências. Segundo os dados, as pessoas com mais idade são mais cautelosas e organizadas na hora de analisar todos os fatores em risco.

 

Fonte: Valor Econômico

 

Be Sociable, Share!

Nenhum comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment