Transforme “não” em “sim”…

Transforme “não” em “sim”…

Como profissionais de mercado, nós não temos que vencer nem derrotar ninguém. Todos nós somos bons e ruins em alguma coisa. Precisamos de tempo para corrigir erros. O ser humano quando perde a humildade é um tolo. Somos mais ou menos racionais até ficarmos com fome, frio, medo… E vivemos para mudar o que está na cabeça do cliente: transformamos “não” em “sim”.

Grandes ideias nascem e morrem todos os dias porque as pessoas não têm um plano, isto é, não programam suas ideias no caminho da ação. Precisamos mudar a nós mesmos. O erro existe, não para sofrer, mas para aprender. É pedágio!

A idade da sabedoria é a idade da humildade. Saber é muito simples, é conhecimento, é tudo aquilo que se é capaz de absorver. Mas a verdadeira sabedoria é mudar, melhorar o saber. Sim, nós temos tempo ocioso, e não conversamos muito sobre a nossa profissão e a melhor forma de aprender é trocando experiências.

Existe uma galeria de pessoas que trabalham com vendas que são especialistas em desculpas, os chamados “VENDOSSAUROS”, que estão sendo banidos do mercado pela tecnologia, pela modernidade, pela Internet, pela qualidade, pela concorrência, pelas exigências do mercado por um novo perfil profissional e que está enterrando alguns “carregadores” de pasta”.

Estes, até parecem parte da fauna mundial. O vendedor URUBU diz que “vai dar tudo errado” e que “o mundo está errado”. O vendedor HIENA diz que “está tudo errado e ele ainda ri”. O vendedor PAPAGAIO que “decorou o discurso e só fala a mesma coisa”, fazendo inveja até para camelô de grandes cidades. Tem o vendedor ABELHA que está “sempre voando, fazendo cera ou ferrando alguém”, ou ainda o vendedor MOSCA DE PADARIA, “onde senta estraga”.

Quais são as maiores desculpas? O culpado é o preço, a chuva, a falta de chuva, a crise que não acaba, os concorrentes que estão fazendo milagres, a sexta-feira, o desgoverno do país ou porque essa empresa não vale a pena! Mesmo encarando algumas verdades (a crise de hoje, por exemplo), não podemos somente crer nesta realidade e ficar parado. Não existe mercado parado, existe gente parada. Portanto, nem é mais idade, é mentalidade.

Mais desculpas: cadastrar clientes para quê? Com que finalidade? Fazer pré-venda e pós-venda: para quê? Nunca fiz isso! Controle de vendas? Não tem necessidade! Sei quanto vendo. Mais ainda: As mudanças não irão nos atingir e o que importa é vender, o resto é o resto… Outros dizem: Nesta época vende pouco mesmo ou não vende nada. Não faço mudanças porque sei que não vão adiantar. Nunca precisamos disso, por que agora? Quanto nós estamos deixando de vender? Saber isso para quê? Vamos deixar como está que as coisas acabam melhorando…

Cabe aqui uma reflexão para todos nós. Será que estamos evoluindo na profissão? Na verdade é preciso discutir todas as coisas e todos os lados sempre. Tem gente que se olha no espelho, mas murcha a “barriga” e depois sai dizendo que “está tudo bem!”. Mentir para si mesmo para não ter que agir não vai levá-lo a lugar nenhum, ou melhor, aí sim você encontra o caminho da descida.

Fonte: RH.com.br

Nenhum Comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment