7 comportamentos para você se tornar superprodutivo

7 comportamentos para você se tornar superprodutivo

Produtividade não é simplesmente completar um monte de tarefas o mais rápido possível. Para o especialista em carreira Benjamin P. Hardy, colunista da revista Inc., você pode ticar vários itens na sua lista de afazeres e nunca chegar a lugar algum. “A maioria das pessoas está vivendo a vida dessa maneira”, escreveu em um artigo. “A nossa sociedade é obcecada pelo ‘fazer’ constante. Sobra pouco tempo para ‘ser’ e ‘viver’.”

Segundo ele, produtividade é se mover para a direção desejada de propósito e consistentemente. “A produtividade não é o que você faz, é quem você é — menos truques do dia a dia e mais seu estilo de vida.” Veja então os comportamentos que profissionais muito produtivos têm em comum:

1. Eles não se importam com o que as outras pessoas estão fazendo. “A maioria dos trabalhadores passa boa parte do seu tempo observando outras pessoas”, diz Hardy. “O objetivo é imitar e copiar ou comparar e competir. Isso evidencia uma total falta de identidade — uma imaturidade emocional e espiritual.” Por outro lado, os produtivos vêem isso como uma distração. Adivinha como empregam esse tempo? Executando.

2. Eles não se importam com o que os outros pensam… Hardy destaca que muitos profissionais temem a opinião de terceiros — por causa disso, tentam ser perfeitos. Eles querem que as pessoas gostem deles. “Figuras extremamente produtivas fazem o seu trabalho para si mesmos e para as pessoas às quais o trabalho se destina. Qualquer um fora desse público-alvo não interessa. Inimigos e críticos são flores, não dardos.”

3. …mas se importam muito com os outros. Parece até contraditório. Embora não liguem para o que as outras pessoas pensam, os produtivos preocupam-se imensamente com elas. Têm um amor pela humanidade. “Quando olham para o outro, eles vêem uma pessoa — não um objeto”, diz Hardy. “Os produtivos são incrivelmente compreensivos.”

4. Eles não precisam de permissão. Quantos profissionais você conhece (se é que não é um deles) que só sabe esperar? Acham que não está na hora certa, querem se sentir “seguros”. Os muito produtivos não são assim. “Já começaram no ano passado. Começaram há cinco anos, antes de saber o que estavam fazendo. Começaram antes de ter dinheiro, antes de ter todas as respostas. Começaram quando ninguém mais acreditava neles. A única permissão de que precisavam era da voz dentro deles, levando-os a seguir em frente.”

5. Eles aprendem fazendo. Cair com a cara no chão de novo e de novo: é assim que os produtivos aprendem. Em vez de reuniões e discussões, vão para a prática. “Enquanto a maioria está lendo, pensando e sonhando, os incrivelmente produtivos estão lá fora fazendo”, defende Hardy.

6. Eles sabem aproveitar o momento atual de sua carreira.Os produtivos conseguem encontrar alegria também na jornada. Não ficam o tempo todo à espera do próximo capítulo na vida. “Estão satisfeitos com sua situação atual. Eles estão vivos. Os não produtivos esperam pelo contentamento depois de se formarem na faculdade ou conseguirem aquela promoção, ou deixam para serem felizes após se aposentarem. No fim, a vida passou por eles e nunca realmente curtiram o momento.”

7. Eles revisam constantemente o que é mesmo necessário. É como fazer uma limpeza no armário. Quando a vida começa a ficar muito corrida, dão um passo para trás e removem o que não deveria estar ali. Em vez de adicionar mais à sua vida, dizem “não” a quase tudo.

 Fonte: Época Negócios

Nenhum Comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment