12 lições que Elon Musk pode te ensinar sobre investimentos

12 lições que Elon Musk pode te ensinar sobre investimentos

Nos últimos três anos, conforme seus negócios rendiam frutos, Elon Musk deixou de ser visto como um bilionário excêntrico para se tornar modelo de bons investimentos. Dos foguetes espaciais da SpaceX aos carros elétricos da Tesla, o fundador faz movimentos precisos e, frequentemente, fora do senso comum. Sua originalidade rendeu fama – hoje, é um dos nomes mais comentados do Vale do Silício.

Recentemente, por exemplo, Musk autorizou a compra da empresa de energia solar ‘Solar City’ (da qual já era acionista majoritário) pela Tesla, sua companhia de carros elétricos. Sempre direto, Musk definiu a aquisição como “óbvia”. Mas ninguém entendeu direito, ele não fez questão de explicar e as ações da fabricante despencaram – afinal, o que luz solar tem a ver com carros elétricos, ainda mais numa empresa que passa por um momento delicado de crescimento?

Depois de pensar um pouco, alguns analistas agora apostam numa fusão de médio a longo prazo que transforme a Tesla numa gigante do setor energético como um todo (ela já fabrica as próprias baterias e caixas de armazenamento).

Ciente das desconfianças do mercado, o empreendedor divulgou publicamente o que ele chama de “plano mestre” para a Tesla. O plano é mais um passo do jogo de xadrez que só ele vê com clareza. Tal habilidade é um dos motivos que levou Tren Griffin, autor de bestsellers sobre investidores como Charlie Munger e diretor da Microsoft, a elencar algumas das maiores lições de Elon Musk sobre o mundo dos negócios de acordo com aspas do próprio bilionário.

O portal Na Prática reproduziu as dicas:

1. “Foque em algo que tenha valor alto para outra pessoa e seja muito rigoroso nessa análise, porque a tendência humana natural é ‘wishful thinking’ [ilusões positivas]”
O que é fundamental para um negócio de sucesso é fazer produtos muito, muito bons que as pessoas queiram comprar. Nesse contexto, um ótimo produto significa não apenas algo um pouco melhor que aqueles da competição ou que as pessoas já têm, mas muito melhor.

O exemplo da SpaceX é bastante interessante nesse caso. Tradicionalmente, lançar cargas no espaço tem sido pensado como um negócio que não resulta em um aumento significativo de demanda se o preço cair.

O resultado dessa suposição sobre a elasticidade do preço foi que provedores tradicionais desse serviço decidiram só explorar seus modelos de foguetes não-reutilizáveis, que afundam no mar, e não investir valores significativos para inovar e reduzir preços.

Em resumo, esses provedores tradicionais acreditavam que preços mais baixos não renderiam mais lucros, então mantiveram os preços fixos ou os aumentaram. Essa suposição criou a oportunidade para que Musk inovasse ao relaxar outra suposição – a de que não era possível reutilizar estágios de foguetes.

Musk raciocinou que se Cristovão Colombo e outros exploradores da época tivessem sido forçados a jogar fora seus navios depois de toda viagem, não teriam feito muito.

Ele provou que partes do foguete podem ser reutilizadas e que outras inovações para reduzir preços são possíveis. Musk precisa agora demonstrar que mais lançamentos serão comprados por conta do preço reduzido para poder aumentar seu mercado total.

Por exemplo, uma queda no preço de US$ 375 milhões para US$ 100 milhões seria significativa. Mas quantos lançamentos mais seriam feitos com esse preço menor? Ninguém sabe ainda.

Podemos esperar que Musk continue inovando também quando se trata de encontrar novas maneiras de aumentar a demanda. A enorme constelação de satélites de comunicação que ele propôs é um exemplo de sua busca por jeitos de criar novas demandas para a SpaceX.

2. “Não tem problema colocar todos os ovos numa cesta, desde que você controle o que acontece com essa cesta”
A palavra chave dessa frase é “controle”. Se você depende dos outros e não tem fornecedores alternativos, os fornecedores podem bloquear seu sucesso.

Por exemplo: se você construir um foguete e precisa comprar seu propulsor de um único fornecedor, então esse fornecedor controla seu destino.

É por isso que Musk prefere fazer tudo que ele precisa ou ter múltiplos fornecedores. Ele não quer comprar componentes de fornecedores tradicionais da indústria, que querem que os preços dos lançamentos se mantenham altos.

3. “[A física é] uma boa estrutura de pensamento. Reduza as coisas às verdades fundamentais e raciocine a partir daí”
Se você não consegue escrever sobre algo, não pensou direito sobre o assunto. É um processo mental de baixo para cima: que fatores realmente governam os interesses envolvidos, racionalmente? Que influências subconscientes estão formando conclusões automáticas que podem ser disfuncionais ou incorretas?

Junte todos os fatos relevantes e então aplique um processo racional para produzir uma análise desses fatos e uma teoria de investimento. Mesmo que você não possa se basear nos princípios da física, pode adotar seu caráter básico.

4. “Começar um negócio não é para todo mundo”
Para Musk, a primeira coisa necessária para quem quer começar um negócio é ter uma tolerância alta à dor. “Um amigo meu diz que começar uma empresa é como comer vidro e encarar um abismo”, disse.

“Geralmente, no começo, há muito otimismo e está tudo ótimo. Então você encontra todo tipo de problema e o nível de felicidade começa a cair, você passa por um mundo de dor e, eventualmente, atinge o sucesso – e na maior parte do tempo, não vai ter sucesso”, continuou. “A Tesla chegou muito perto do fracasso. Se você for bem sucedido, depois de muito tempo, finalmente voltará a ser feliz.”

Outra dica de Elon Musk é que, seja você o fundador ou o CEO, vai ter que fazer diversas coisas que não quer. “Se não quiser fazer suas tarefas, a empresa não vai ser bem sucedida… Nenhuma tarefa é inferior demais.” Começar um negócio é brutalmente difícil, como ele descreve. Se você gosta de fazer coisas brutalmente difíceis, talvez queira tentar. Se não gosta, não comece. É simples assim.

5. “Busque críticas constantemente”
Uma crítica bem feita de qualquer coisa que você esteja fazendo é tão valiosa quanto ouro e você deveria buscá-la em todos os lugares, especialmente entre amigos.

“Normalmente seus amigos sabem o que está errado, mas não querem te dizer para não te machucar”, disse Elon. “Basicamente, você, o empreendedor, deve se basear na ideia de que está errado e seu objetivo é estar menos errado.”

Ele é direto: as pessoas podem não gostar de mudar, mas é preciso abraçar a mudança se a outra alternativa é o desastre. E para aprender com o sucesso ou o fracasso, você precisa de feedbacks eficazes.

Musk e pessoas como ele têm pele grossa quando se trata críticas e também uma orientação científica. A melhor abordagem é ter “ideias fortes fracamente mantidas”. Alguém com ideias fortes deve conhecer bem seu tema e de todos os lados. Com uma visão firme fracamente mantida, a pessoa pode se adaptar às novas informações e ideias conforme elas surgem.

6. “Trabalhe muito”
A ética de trabalho de Elon Musk é lendária: dizem que ele trabalha 15 horas por dia e dorme seis horas por noite.

“Você precisa trabalhar 80 ou 100 horas por semana, toda semana. Isso aprimora suas chances de sucesso”, resumiu. “Se os outros estão fazendo semanas de 40 horas e você, de 100, então mesmo que estejam todos fazendo a mesma coisa, em quatro meses você conquistará o que eles levarão um ano para fazer.”

7. “Não acho que seja uma boa ideia planejar vender uma empresa”
Musk é um garoto-propaganda do fundador tipo missionário, oposto do tipo mercenário. “Minha motivação em todas as minhas empresas tem sido me envolver com algo que pode ter um impacto significativo no mundo”, disse.

O missionário tem mais chances de conseguir conquistar as tarefas difíceis e passar pelo estresse e obstáculos envolvidos com construir um negócio porque tem a energia necessária.

Às vezes grandes sucessos estão a poucos centímetros do fracasso antes de darem certo. Não é fácil ouvir dos outros que você está errado ou mesmo maluco. E investidores que escolhem missionários ao invés de mercenários não apenas estão fazendo o correto pela sociedade, mas terão mais sucesso financeiro.

Os missionários possuem a qualidade que o analista de riscos e matemático Nassim Taleb descreve bem: “A incrível habilidade de pensar de forma racional em termos de tentativa e erro, sem vergonha de falhar de novo, começar de novo e repetir o fracasso”.

8. “Qualquer produto que precise de um manual está quebrado”
Os jeitos que grandes designers e engenheiros usam para eliminar a necessidade de um manual de instruções é algo lindo de se ver. Algumas pessoas têm uma aptidão natural para esse tipo de trabalho ao entender o que consumidores querem e comprariam.

9. “Se as coisas não estão falhando, você não está inovando o suficiente”
Falhar é uma parte essencial. É como adquirimos as informações necessárias para inovar. Um sistema sem falhas é um sistema sem progresso. O economista Allan Meltzer criou o seguinte aforismo para explicar a ideia: “Capitalismo sem fracasso é como religião sem pecado. Não funciona”.

10. “O mercado é como um maníaco depressivo”
Qualquer pessoa que diz que o mercado é sempre sábio não está prestando atenção. Empreendedores e investidores como Musk sabem ver onde o senso comum está errado e criar ou comprar opções subvalorizadas.

Esses empreendedores estão buscando opcionalidades positivas num ambiente cheio de erros de outras pessoas. Geralmente, quando o mercado está em baixa, é a melhor hora para investir e começar um negócio. Talento está mais disponível se você conseguir encontrar o dinheiro necessário ou tiver captado-o em tempos melhores.

Ao atingir muitos de seus objetivos em anos recentes, Musk teve a boa sorte de estar operando em mercados de capitais favoráveis. Quando a sorte brilha para você, não tome apenas nota – aproveite ao máximo.

11. “Ter um bom coração importa”
O problema aqui, segundo Musk, é que o processo se torna um substituto do pensamento em muitas grandes empresas. “Você é encorajado a se comportar como uma pequena peça de uma máquina complexa. Francamente, isso permite que você mantenha pessoas que não são tão inteligentes ou criativas”, disse.

Ele vai além. “Não acredito em processos. Na verdade, quando entrevisto algum funcionário em potencial e ele ou ela dizem que ‘processo é tudo’, vejo como um mal sinal.”

12. “As pessoas deveriam ser menos avessas a riscos quando não há tanto para arriscar”
“Quando algo é suficientemente importante, você faz mesmo que as chances não estejam a seu favor”, disse Musk.

Seus muitos sucessos são um jeito excelente de explicar que (1) retornos financeiros de venture capital (capital de risco) e de pesquisa & desenvolvimento seguem uma lei e (2) por que a criação de startups que são exemplos de sucesso é possibilitada pelas startups que falharam.

Nassim Taleb escreve que “retornos de pesquisas [e de investimentos do tipo convexo, como venture capital] são do Extremistão: seguem um tipo de lei em termos de distribuição estatística com upsides grandes e quase ilimitados, mas, por conta da opcionalidade, de downside limitado.”

Em outras palavras, o investimento do tipo convexo trata de apostas que refletem uma distribuição assimétrica de possíveis resultados. Taleb escreve: “Propostas convexas deveriam ser abraçadas – as côncavas, evitadas como a praga”.

O investidor bilionário Sam Zell usa termos ainda mais claros: “Escute, negócios são fáceis. Se você tem uma queda baixa e uma alta grande, tem que investir. Se você tem uma queda grande e uma alta pequena, corra”.

Esse é o motivo pelo qual venture capitalists e empreendedores como Musk e Jeff Bezos estão envolvidos em áreas e tecnologias antes que elas se tornem populares. Quando as multidões chegam em uma determinada área de investimento, um investidor deve invariavelmente pagar a mais por qualquer investimento, a competição se torna muito significativa e os investimentos em potencial deixam de ser investimentos e se tornam um jeito de destruir fortunas.

Quando você encontrar uma oportunidade financeira do tipo convexa, que tenha um downside pequeno e um upside muito grande, esteja dentro das suas competências e subvalorizada, aposte alto. Se a grande aposta convexa for financeira, você só precisa acertar uma vez para se tornar rico, já que é a magnitude do sucesso e não sua frequência que determina a desejabilidade do resultado.

Quando estiver procurando por apostas convexas, o melhor lugar para olhar são áreas com sistemas adaptativos complexos. Investir é uma atividade de probabilidades e áreas em que o resultado financeiro puder ser impactado por Cisnes Negros [eventos ou ocorrências anormais e extremamente difíceis de prever] positivos podem ser oportunidades importantes.

Opções convexas podem ser encontradas em quase todos os lugares se você souber onde procurar, e Musk é alguém que sabe. Descobrir a convexidade fica mais fácil se você quiser fazer coisas incomuns e ousadas. A convexidade é um ‘carro lateral’ para pessoas que pensam grande e diferente.

Por exemplo, ir para Marte é muito importante para Musk. Quando ele e Jeff Bezos começaram suas jornadas para diminuir substancialmente os custos de lançar foguetes usando métodos não convencionais, as apostas eram convexas. Uma aposta similar não seria nem de perto tão convexa agora que eles provaram que suas abordagens são viáveis.

É por isso que venture capitalists e fundadores inevitavelmente têm ambos resultados espetaculares e muitos fracassos. Taleb descreve como o processo funciona: “É através de informação negativa, que reduz o espaço do que fazemos com conhecimento do que não funciona. Para isso, precisamos pagar os resultados negativos”. Se alguém tentar tirar o fracasso do processo, a inovação para.

Fonte: Época Negócios

Nenhum Comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment