O método de quase 100 anos que vai ajudar a melhorar sua produtividade

O método de quase 100 anos que vai ajudar a melhorar sua produtividade

 Um método antigo, extremamente simples e que não depende de tecnologia nenhuma pode te ajudar (e muito) a aumentar a produtividade no trabalho. O truque foi inventado por Ivy Lee, um consultor de produtividade muito respeitado nos Estados Unidos no início do século XX.

Há divergências quanto à data, mas de acordo com o historiador Scott M. Cutlip, foi em 1918 que um dos homens mais ricos do mundo à época, Charles M. Schwab, pediu para que Lee melhorasse a eficiência dos executivos da sua empresa, a maior fabricante de navios dos Estados Unidos e a segunda em produção de aço.

O método criado por Lee para aumentar a produtividade de executivos é simples:

1. Ao fim do seu dia de trabalho, escreva uma lista com as seis tarefas mais importantes que você precisa realizar no dia seguinte – e ele ressalta a importância de não escrever mais de seis tarefas;

2. Liste os itens por ordem de importância;

3. Ao chegar no escritório no dia seguinte, concentre-se apenas na primeira tarefa da lista. Trabalhe apenas nela e, quando terminar, comece a trabalhar no segundo item da lista, e depois no terceiro…

4. No fim do dia, se houver algum item não concluído, coloque-o na lista para o dia seguinte;

5. Repita o processo todos os dias.

Conforme o acordo firmado entre Schwab e Lee, o empresário deveria pagar, após três meses, o preço que achasse justo, tendo em vista o aumento da produtividade. Schwab enviou a Lee um cheque de US$ 25 mil, o que equivaleria, nos dias atuais, a US$ 400 mil (R$ 1,3 milhão).

Em artigo publicado na Fast Company, o colunista James Clear afirma que a técnica ainda pode melhorar a produtividade dos trabalhadores nos dias atuais, e explica por que o método é tão eficaz.

É simples o suficiente para funcionar (de verdade)

A principal crítica a métodos tão simples como esse é que são básicos demais e não levam em conta algumas complexidades do cotidiano no trabalho atual. O que acontece se alguma emergência acontecer? Mas, segundo Clear, a complexidade é um ponto fraco de outros métodos que prometem aumentar a produtividade, porque eles desviam o foco do trabalho de verdade. “Sim, emergências e distrações não esperadas vão aparecer. Ignore-as tanto quanto possível, lide com elas quando você precisar e volte à sua lista de prioridades quando possível”, escreve ele.

O método te força a tomar decisões difíceis

“Não acho que exista nada mágico com o número específico de Lee de seis tarefas por dia. Poderia ser cinco, por exemplo. Mas penso que é importante se colocar um limite”, afirma Clear. Segundo ele, a melhor coisa a fazer quando se tem muitas ideias ou muitas tarefas para realizar é deixar de lado o que não é absolutamente necessário. “Basicamente, se você não se comprometer a nada, vai se distrair com tudo”, explica.

Reduz a dificuldade em começar

“ A maior dificuldade para terminar a maior parte dos deveres é começar. Sair do sofá pode ser difícil, mas quando você começa a correr, é muito mais fácil terminar o exercício”, afirma Clear. De acordo com o colunista, o método de Lee força os trabalhadores a decidir a primeira tarefa do dia no dia anterior. Essa estratégia pode ser importante: quantas vezes você não perdeu tempo decidindo o que fazer primeiro? Se você decidir na noite anterior, no entanto, assim que chegar no escritório, poderá começar a trabalhar imediatamente. Pode ser simples, mas Clear garante que funciona.

Exige que você se concentre em uma atividade por vez

A sociedade moderna parece adorar quem consegue realizar várias tarefas ao mesmo tempo. “O mito de ser multitarefas é que estar ocupado é sinônimo de fazer mais e melhor, mas a verdade é o oposto”, diz Clear. Ter menos prioridades te permite trabalhar melhor. Manter o foco em apenas uma atividade é melhor do que tentar dividir sua atenção em 10 coisas diferentes.

Fonte: Época Negócios

Nenhum Comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment