Voluntariado ganha espaço nas empresas

Voluntariado ganha espaço nas empresas

O Brasil ocupa a 75° colocação no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), entre os 188 países pesquisados pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. Entretanto, se a desigualdade social for levada em conta, o desempenho do país fica pior que os vizinhos da América Latina. Com esse cenário, a situação do Brasil precisa da união de esforços para a solução dos problemas atuais. Segundo a coordenadora de Responsabilidade Social do Instituto Positivo, Cristiane da Fonseca, apenas o governo não conseguirá resolver todos os gargalos, por isso, a participação das empresas nesse setor torna-se relevante. “O papel da empresa hoje pode ir além da geração de empregos e do pagamento de impostos”, afirma.

As instituições possuem Recursos Humanos e expertise que possibilitam uma contribuição efetiva para transformar a comunidade onde estão instaladas, seja nas áreas da educação, saúde ou cultura. “Para garantir resultados concretos para a comunidade, é importante que as empresas se organizem, transcendendo questões paternalistas e focando em resultados e planejamento estratégico”, explica. Segundo Cristiane, o ponto crucial para o sucesso do serviço de voluntariado passa pelo colaborador. Por isso, a empresa precisa ter ações de mobilização junto aos funcionários. “Para despertar o interesse da equipe, essas ações devem ser feitas de forma estruturada, para que o profissional sinta que terá todo o apoio necessário para mergulhar nessa nova realidade”, garante.

Um exemplo é o “Dia P – Dia Positivo de Agir”, que integra o Programa Positivo de Voluntariado, coordenado pelo Instituto Positivo, por meio da participação dos colaboradores da empresa. O programa é norteado pelo conceito de voluntariado transformador, sendo que possui dois focos principais: incentivo à leitura e formação para o futuro. “O objetivo é transformar a realidade das pessoas e comunidades. Por isso, o Dia P é um dos projetos que colabora para a nossa missão, já que a iniciativa tem o objetivo de revitalizar espaços de educação de escolas públicas e associações da região de Curitiba. Todo o trabalho acontece por meio de esforços de voluntários que dedicam seu tempo e talento para o projeto”, explica.

Neste mês, a ação acontece nos dias 11 e 18 de junho, em parceria com a ONG ASID – Ação Social para a Igualdade das Diferenças, e beneficia a Associação Reviver Down. A entidade sem fins lucrativos reúne pais, pessoas com síndrome de Down e público interessado em melhorar a qualidade de vida e proporcionar oportunidades na sociedade. Nos dois sábados, os voluntários revitalizarão uma biblioteca e brinquedoteca, deixando o espaço lúdico e ainda mais saudável. “Antes desse trabalho prático, fizemos uma análise, juntamente com a ONG ASID, para entendermos as necessidades da associação e dar sequência à ação”, explica. De acordo com Cristiane, o projeto colabora na construção de ambientes de educação saudáveis, além de promover o sentimento de cidadania, com integração dos colaboradores com a comunidade.

Fonte: Central Press

Nenhum Comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment