“La La Land”: 3 lições para mostrar até quando vale a pena perseguir um sonho

“La La Land”: 3 lições para mostrar até quando vale a pena perseguir um sonho

A história romântica é apenas um pretexto para mostrar as verdades que fingimos não ver

Fui assistir ao filme “La la land” no último fim de semana. Achei fantástico e percebi que embora seja uma história de ficção, tem tudo a ver com a nossa realidade.

Mia e Sebastian tinham um sonho em comum: fazer de suas vidas o que amavam, independente das circunstâncias. Só que, no meio do caminho, apareceram vários obstáculos. Foram muitas portas na cara, reprovações em seleções, sentimentos de inadequação e julgamentos de outras pessoas.

Havia uma crise entre ser aceito pelas outras pessoas ou dar o sangue para seguir o próprio coração, sem nenhuma garantia de resultado.

Eu costumo falar que perseguir um sonho é como fazer um teste de resistência. Até quando você vai se esforçar para vencer os próprios limites e para aguentar a pressão social de pessoas medíocres?

Eu saí do cinema com a cabeça a mil e anotando as ideias no celular.

Acredito que daria para escrever uns 5 artigos com perspectivas diferentes sobre o filme, mas decidi escolher aquelas que são para mim as três principais lições que podemos usar em nossas vidas.

Parecem óbvias, mas poucas pessoas as seguem. Não é à toa que 87% das pessoas no mundo (segundo o instituto de pesquisa Gallup) estão trabalhando em algo que não gostariam.

Vamos às lições:

1- “Todo não na vida é um sim”

Eu sempre lembro dessa frase, da coach Dani Teixeira. Todas as dificuldades que os personagens passaram foram fundamentais para que eles se encontrassem, e esse encontro foi o que permitiu que apoiassem na busca pelos seus sonhos.

Eu vejo, em meus atendimentos, que as pessoas têm uma tendência a focar nas coisas que dão errado, quando na verdade nada dá errado. Cada resultado menor do que o esperado traz um aprendizado que nos coloca um pouco mais na direção certa.

2- O seu coração não quer saber o que os outros estão pensando

Perseguir um sonho pode te fazer se afastar de muitas pessoas, inclusive de quem você acha que é inseparável. O seu coração quer aquilo que você é, independente do que vão pensar de você. E eu acredito que seguir o coração é o único caminho para a verdadeira felicidade.

Quanto mais fora da caixa você estiver, mais os seus pais, seus amigos de infância ou amigos de longa data irão se afastar de você ou te julgar como “o jovem diferentão”. Em uma sociedade em que o comportamento de manada é a regra, ser exceção assusta.

Isso é natural e ao longo do tempo você percebe que a sua felicidade não depende da aprovação alheia.

3- O tempo não volta

Em determinado momento, o filme traz uma retrospectiva, mostrando como seria se as coisas entre Mia e Sebastian tivessem acontecido de forma diferente. Logo vem a realidade, que foi o que não aconteceu.

Quanto tempo você está perdendo tentando agradar os outros, ao invés de seguir os seus sonhos?

Os personagens do filme já tinham uma grande vantagem frente a maioria das pessoas: eles já sabiam quais eram os seus sonhos. E você, já parou para pensar em si e no que você quer para a sua vida?

O que você está fazendo hoje, está te levando para onde?

Fonte: administradores

Nenhum Comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment