Ex-dono da Amil, Edson Bueno morre aos 73 anos; confira a trajetória do empresário

Ex-dono da Amil, Edson Bueno morre aos 73 anos; confira a trajetória do empresário

O empresário Edson de Godoy Bueno, ex-dono da Amil, morreu na manhã desta terça-feira (14), em Búzios, na região dos Lagos do Rio. Ele foi vítima de um enfarte fulminante enquanto jogava tênis. Bueno tinha 73 anos; ele desmaiou e passou por um procedimento de 40 minutos com a equipe de médicos antes de ser levado para o hospital.

Bueno seguia ativo nos negócios mesmo depois de ter vendido a empresa, em outubro de 2012, por cerca de R$ 6,5 bilhões à gigante americana United Health.  Em ranking da revista Forbes, o empresário ocupava a 22.ª posição entre os brasileiros mais ricos.

Nota de falecimento
A United Health divulgou uma nota de falecimento no início da tarde desta terça-feira:

“O UnitedHealthGroup Brasil informa, com extremo pesar, o falecimento do fundador do Grupo Amil, Edson Bueno, na manhã de hoje, no município de Búzios, no estado do Rio de Janeiro. O médico, de 73 anos, veio a óbito em decorrência de um infarto agudo.

Edson Bueno ocupava a posição de Chairman do UnitedHealth Group para a América Latina e era membro de seu Conselho desde 2012, quando associou-se à organização. Durante esses quatro anos, teve papel imprescindível na sua reorganização e na escolha das novas lideranças. A companhia compartilha o pesar de sua família – esposa, filhos e netos –, dos inúmeros amigos e dos 32 mil colaboradores que tiveram a oportunidade de trabalhar com ele”

História de superação
A história de Bueno foi marcada por algumas adversidades, com um enredo bastante memorável para contar. Nascido no interior paulista, na pequena Guarantã, Bueno trabalhou como engraxate até os 14 anos. A grande virada começou justamente nesta idade, quando desmaiou depois de um saco de algodão cair em sua cabeça e ser atendido pelo único médico da cidade. Então decidiu prestar medicina.

Aos 28 anos, Bueno se formou pela Faculdade de Medicina da Praia Vermelha, no Rio de Janeiro, depois incorporada a UFRJ. Com o diploma na mão, já passou a trabalhar em aquisições que determinaria o seu futuro promissor. O futuro empresário passou a trabalhar em uma pequena casa de saúde em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, quando recebeu a proposta para que assumisse a operação, que estava cheia de dívidas. Bueno conseguiu fazer com que a casa de saúde passasse, aos poucos, a operar no azul.  Cinco anos depois, ela se transformara na maior maternidade do Rio de Janeiro. Em seguida foram compradas as clínicas Somicol e a Santa Rita.

À medida que havia mais folga no seu caixa, o lado empresário de Bueno passou a ganhar força. Com quatro clínicas sob o seu comando anos depois de algum tempo, o empresário passou a traçar o esboço do que seria a Amil, através da criação de serviços inovadores para os usuários de seus hospitais. Para administrar as companhias, foi criada a Esho (Empresa de Serviços Hospitalares) e, após algum tempo, a São José deixou de integrar o grupo. Os recursos oriundos da Esho levaram à criação da Amil Assistência Médica Internacional, no Rio de Janeiro, em 1978.

Com um forte crescimento, no dia 29 de outubro de 2007, a Amil estreou no Novo Mercado na Bolsa de Valores de São Paulo, tendo uma forte alta no primeiro dia do pregão. Naquele dia, o papel abriu a R$ 14,07 e fechou a R$ 16,27, representando uma valorização de 16,21%. E, depois de realizar o IPO (Initial Public Offering), Bueno seguiu com os planos de expansão, com a compra da Medial por R$ 1,2 bilhão em 2009 e, no ano seguinte, a Dasa entrou nos seus planos, ao fechar um negócio que daria início a suas movimentações na companhia.

A venda da Amil para a United Health em 2012 não fez com que Bueno saísse do cotidiano da companhia, que seguiu com participação ativa ao possui uma cadeira no Conselho da United, além de ter tocado Total Care, holding que controlava os investimentos diretos em outros oito hospitais no Rio de Janeiro e em São Paulo. Atualmente, além de desempenhar a função de Chairman do UnitedHealth Group para a América Latina, era vice-presidente da Fena Saúde (Federação Nacional de Saúde Suplementar) e presidente do IESS(Conselho Diretor do Instituto de Estudos em Saúde Suplementar).

Fonte: infomoney

Nenhum Comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment