App do Sesi ajuda empresas a gerir segurança e saúde no trabalho

App do Sesi ajuda empresas a gerir segurança e saúde no trabalho

Aplicativo foi colocado à disposição das indústrias catarinenses recentemente

O SESI/SC, entidade da FIESC, colocou à disposição das indústrias catarinenses um aplicativo que calcula os indicadores de Segurança e Saúde do Trabalho. A iniciativa possibilita às empresas maior conhecimento sobre a realidade de segurança e saúde ocupacional em relação ao setor em que estão inseridas dentro do Estado, além de acompanhamento de desempenho.

As informações também possibilitam às empresas estabelecer indicadores para comparar seu desempenho de SST com as demais do Estado, levando em consideração fatos (acidentes e adoecimentos do trabalho) que interferem diretamente no cálculo do FAP (Fator Acidentário Previdenciário).

Além disso, é possível simular esta comparação inserindo novos dados de CAT (acidentes de trabalho registrados) e B91 (trabalhadores, afastamentos acidentários). Por meio do link com o site da previdência, as organizações também podem verificar o numero de acidentes e afastamentos que estão registrados no INSS para determinado CNPJ.

As empresas interessadas podem acessar o aplicativo no site do SESI/SC (www.sesisc.org.br). A ferramenta, de acesso móvel e on line, solicita, inicialmente, dados básicos como razão social, CNPJ, cidade, nome e email.

Dados da Organização Internacional do Trabalho mostram que, no Brasil, 4% do Produto Interno Bruto é perdido anualmente com afastamentos e pagamentos de auxílios doença. “Um ambiente de trabalho mais saudável favorece maior produtividade dos trabalhadores, gerando, também, mais recursos financeiros para as empresa”, afirma o diretor regional do SESI em Jaraguá do Sul, Jefferson Galdino.

Para o diretor, que apresentou o a nova ferramenta à diretoria da FIESC em reunião na última semana, a Segurança e Saúde do Trabalho precisa mudar de patamar, para não ficar em discussão apenas da área técnica. “Os diretores e executivos das empresas precisam ser envolvidos e levar o assunto para a pauta estratégica da organização”, completa.

Fonte: ocponline

Nenhum Comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment