Você está preparado para atender as exigências do mercado corporativo?

Você está preparado para atender as exigências do mercado corporativo?

É cada vez mais crescente o número de empresas que declaram valorizar mais as competências comportamentais ao invés dos conhecimentos técnicos. Saber negociar bem é uma dessas competências

Uma das 5 grandes razões que desmotivam um colaborador de uma organização é o conflito entre pessoas e departamentos, conforme afirma a pesquisa realizada pela empresa HayGroup e publicada na Revista Veja. O custo com contratação, integração e treinamento é alto e um funcionário desmotivado produz mediocremente. Então, as empresas estão se voltando para aprimorar seus processos na contratação e detectarem através de perguntas estratégicas construídas por grandes especialistas na área, as competências comportamentais e emocionais do candidato como mencionado na reportagem da Revista Exame.

Assim, fica mais difícil um candidato conseguir mascarar as competências deficientes que possui. As empresas querem saber se o candidato tem autocontrole emocional, competência relacional e como lida com os conflitos na organização. Já que infelizmente é cada vez mais crescente a quantidade de conflitos organizacionais e pessoais.

São empresas que não se entendem com seus fornecedores e clientes, departamentos que não se entendem na hora de entregar uma solução ao cliente, funcionários que não compreendem o processo decisório de seu líder, líder que não consegue se comunicar de forma assertiva com seus liderados e por aí vai.

Em tempos de crise, os ânimos andam aflorados e as pessoas mais estressadas, sem autocontrole e como consequência sem autoconhecimento, não pensam antes de agir e muitas vezes agem por impulso provocando verdadeiros terremotos relacionais, ou seja conflitos.

Os grandes estimuladores de conflitos organizacionais são:

Postura comportamental de cada colaborador: cada um possui uma visão de mundo particular, alimentada por suas experiências e que conduzem as percepções, emoções e comunicações com o mundo externo. Corresponde um dos principais causadores de conflito com base em Anna e Marc Burbridge, especialistas no assunto.

Organização institucional: processo e procedimentos, regulamentos corporativos, cultura organizacional, sistema comunicacional, congruência entre tipo orientação de negócio (produção, vendas, marketing) e a forma de liderar.

Variáveis do macro ambiente: muitas vezes o sistema econômico, fiscal, legislativo e concorrência pressionam mudanças no comportamento organizacional e estes impactam em pessoas.

Contudo, a maioria dos estimuladores pode ser resumido como mal entendido, percepção distorcida da realidade, comunicação assertiva inexistente, resistência a quebra de paradigmas, falta de autoconhecimento, falta de empatia e congruência, falta de conformidade entre os perfis comportamentais de líderes e liderados.

Então, se você é ou deseja ser um líder precisa saber como negociar para administrar conflitos.

Porém, de acordo com a empresa de consultoria e treinamento Grid, para saber negociar bem é necessário primeiramente se conhecer bem.

Grid ministra cursos abertos e treinamentos corporativos há mais de 10 anos, porém seus instrutores Sidney Afonso (Especialista em Negociação e com mais de 30 anos de experiência com grandes e difíceis negociações) e Deise Machado (Especialista em Conflitos Organizacionais, Master PNL pela NLP™ e Analista DISC), já debruçam diante deste tema há mais 20 anos, acumulando experiência, pesquisa e estudo aprofundado no âmbito negocial que inclusive resultou em um livro de nome “Negociação com PNL. A Metamorfose do Negociador” da editora Leader com previsão de lançamento para agosto/2017.

Acesse o link para ver o currículo completo dos instrutores.

O livro ainda vai ser lançado, mas o curso de Negociação com PNL – Programação Neurolinguística do Grid já está indo para sua 6ª. Edição na modalidade curso aberto e é baseado em 3 pilares:

Autoconhecimento (O Ser Negociador): Neste pilar, o Grid conta com o método de avaliação do perfil comportamental DISC-Dominância, Influência, eStabilidade e Conformidade. Os participantes recebem, antes do curso, a devolutiva (reunião de coaching voltado para o autoconhecimento) do perfil comportamental, que permite um verdadeiro mergulho dentro de si. Depois aprendem como negociar com cada perfil durante o curso presencial. Além disso, os instrutores contam também com exercícios individuais filmados que permitem a conscientização de como o participante imprime sua linguagem corporal e o que precisa fazer para transmitir confiança. Entram em ação algumas técnicas da PNL que ajudam no aumento do nível de perceptividade e elicitação de estados emocionais pertinentes ao objeto da negociação.

“Adotamos esse pilar porque percebemos que a maioria das pessoas decide no emocional, conhecer a si mesmo e saber lidar com estados mentais ajuda na busca da solução dos interesses conflitantes entre as partes.”
Sidney Afonso, co-criador do programa.

“Somente com esse entendimento é possível conseguir negociar com a outra parte e conquistar um acordo produtivo.”
Deise Machado, co-criadora.

Plano Estratégico: Aqui o participante vai aprender como deve se preparar para uma negociação. Vai conhecer elementos essenciais para garantir o sucesso e decidir a melhor estratégia de abordagem conforme o conflito a ser solucionado. Os co-criadores aplicam estratégias defendidas por grandes escolas de negociação do mundo.

Plano Tático: Nesta etapa o aluno precisa ter plena ciência de seu perfil comportamental para que assim tenha a percepção do perfil da outra parte. Ter clareza de que precisa e considerar essencialmente, um dos blocos estruturais defendidos pela escola de negociação de Harvard que é “separar pessoas dos problemas”. E isso só é possível quando não há julgamento. Neste âmbito a PNL entra com umas das técnicas mais eficazes quando o assunto é ganhar confiança da outra parte, o Rapport. Além disso, o aluno vai colocar em prática perceptividade ampliadas para diagnosticar na linguagem corporal da outra parte os sinais do fechamento do acordo.

O programa é restrito a participação de um número pequeno de participantes, pois os instrutores preferem acompanhar de perto a evolução de cada aluno e garantir que todos se desenvolvam como esperado.

Esta forma de atuar e a estrutura do programa vêm ganhando a simpatia de algumas empresas e pessoas conforme depoimentos no site da consultoria Grid.

A empresa atua no RJ, SP e em outros estados. Em SP o curso será realizado nos dias 20 e 21/05/2017 no Hotel Transamérica, com limitação de vaga e os ingressos já podem ser obtidos no site.

Fonte: administradores

Nenhum Comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment