Esta iniciativa simples e criativa tornou tudo mais fácil na hora de vacinar crianças

Esta iniciativa simples e criativa tornou tudo mais fácil na hora de vacinar crianças

Medo e choro viram diversão e entretenimento em campanha de laboratório

A tecnologia da realidade virtual é capaz de transformar o incômodo em entretenimento, ajudando a criança a superar um dos maiores traumas da infância: o medo de agulhas na hora da vacina. É o que mostra uma ação do laboratório Hermes Pardini, a “VR Vacina”. A campanha, em fase de testes, foi criada pela Ogilvy Brasil.

A ação consiste no seguinte procedimento: quando chega ao laboratório para ser vacinada, a criança entra na sala e logo recebe seus óculos de realidade virtual. Enquanto ela assiste a um vídeo, o médico ou enfermeiro prepara a vacina. O vídeo 360 graus mostra um universo lúdico no qual um personagem, no estilo de jogos de RPG online, pede ajuda à criança, que vai se tornar um herói e ajudar a salvar todo o reino. O momento que a criança vê o personagem colocando o “poder especial” em seu braço é, na verdade, o instante exato em que o enfermeiro aplica a vacina. Em vez de a criança chorar, a maioria se diverte com a aventura, perde o medo da agulha e fica com a sensação de ter, de fato, se tornado um herói.

“O que é mais interessante nessa ideia é que conseguimos dar a tecnologia de realidade virtual a uma utilidade prática, que resolve um problema e cria uma oportunidade de negócio para o cliente, o primeiro a oferecer esse tipo de serviço. E, o melhor de tudo, as crianças não choram, o sonho de qualquer pai e mãe”, diz Cláudio Lima, VP nacional de criação da Ogilvy Brasil.

“É a primeira vez em 15 anos da minha atuação profissional com vacinas que vejo o medo sendo transformado em entretenimento graças a realidade virtual. É sem dúvida uma tecnologia que vai trazer muito conforto para as crianças, os pais e os profissionais. O bem estar do cliente é prioridade para o Hermes Pardini. Por isso acreditamos na proposta do vídeo”, afirma a coordenadora de vacinas do Hermes Pardini em São Paulo, Melissa Palmieri.

Fonte: administradores

Nenhum Comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment