Mulheres na liderança das organizações estão mudando o universo corporativo para melhor

Mulheres na liderança das organizações estão mudando o universo corporativo para melhor

De acordo com um estudo em diversidade de gênero na liderança corporativa, as mulheres não participam da economia global com a mesma extensão que os homens. Mas isso não significa que elas não deveriam participar.

Existe uma correlação extremamente positiva entre mulheres na liderança e performance das empresas, de acordo com o mesmo estudo. Pelo que tudo indica, a presença de mulheres em cargos de liderança leva a melhor lucratividade.

De acordo com o McKinsey Study, companhias com mais mulheres na liderança, quando comparado com a média da indústria, vê um resultado operacional 48% maior e uma força de crescimento no faturamento 70% maior. Em adição, ter pelo menos uma mulher na liderança diminui a falência de empresas em 20%.

Mas será que isso tudo realmente se refere às mulheres? Ainda hoje, mulheres precisam trabalhar mais para provar a si mesmas e precisam ser mais qualificadas para serem contratadas e promovidas, em comparação com os homens. Isso já indica que, muito provavelmente, mulheres mais preparadas do que homens estejam sendo promovidas, enquanto a qualidade profissional dos homens continua numa zona de conforto.

Isso não quer dizer que toda mulher seja melhor profissional do que o homem. Quer dizer apenas que está claro que a capacidade de sua representação é muito maior do que tem sido mostrado por aí, e que experiências enriquecedoras nascem da diversidade de gênero nas organizações. Quando se trata de colocar mulheres na liderança, algumas características positivas se destacam.

Mulheres veem e perseguem mais oportunidades

Segundo os estudos, mulheres costumam dar mais importância para oportunidades de crescimento, tomam a iniciativa de forma mais rápida e estão sempre em busca de resultados. São mais propensas a desafiar mudanças, mais tenazes e persistentes com relação aos obstáculos e continuam focadas até que o objetivo seja concluído.

Mulheres constroem conexões estratégicas que fortalecem organizações

Em questão de relacionamento humano e habilidades sociais, as mulheres saem muito à frente. O gênero se mostra mais efetivo em engajar e desenvolver pessoas. Isso acontece porque as mulheres costumam construir ambientes corporativos positivos e leves, tornando as funções e colaboradores da organização mais coesas.

Mulheres são solucionadoras holísticas de problemas

Sabe aquela história de que mulher sabe lidar com mais de uma tarefa de uma só vez? Isso se prova verdadeiro nas pesquisas de gênero. Segundo os dados, mulheres integram mais detalhes, com maior velocidade, e organizam essas informações em padrões mais complexos. Ao pesar mais variáveis antes de tomar decisões, os resultados se mostram efetivos e, principalmente, são obtidos em conjunto. Líderes femininas são mais inclinadas a integrar contribuições da equipe, fazendo com que as opiniões sejam ouvidas, refletidas e testadas.

Mulheres executivas inspiram confiança e promovem comunidades

Trabalhar para mulheres gera um profundo senso de orgulho, lealdade e ética do trabalho. Como já dito antes, estamos tratando de especialistas em construir relações de profundidade e confiança. Além disso, as mulheres tendem a permanecer juntas no ambiente corporativo, dando suporte umas às outras e formando uma força tarefa extremamente eficiente.

Mulheres executivas gerenciam melhor o tempo

O cuidado diário com a casa, os filhos, a comunidade e o trabalho não poderia resultar em outra coisa. Mulheres costumam demonstrar melhores habilidades em gerenciamento de tempo no trabalho, especialmente em cargos de liderança. Isso tudo abraçando emoções, respeitando e compartilhando frustrações ou vitórias.

É claro que isso não acontece como um passe de mágica. Os estudos apontam que ter somente uma mulher na liderança não indica grandes impactos, mas com três ou mais mulheres em cargos altos suas vozes são ouvidas e a dinâmica da organização muda substancialmente para melhor.

E aqui é onde chegamos no principal ponto: a diversidade de gênero nas corporações leva a maior lucratividade e melhores performances. Não se trata de trocar toda a liderança por mulheres, se trata de incentivar a diversidade de ideias, posicionamentos e vivências. Se trata de compartilhar mais habilidades e aquilo que cada um tem de único para entregar ao ambiente profissional. Não há nada mais enriquecedor do que nossas diferenças.

Fonte: rhportal

Nenhum Comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment