Inflação médica brasileira chega a 18%

Inflação médica brasileira chega a 18%

Os custos da saúde vêm aumentando ano a ano no mundo todo. De acordo com o Relatório Global de Tendências Médicas da Aon, realizado em 99 países, a inflação médica de 2018 deve chegar a 18% no Brasil. O estudo mostra que dentre as principais patologias que mais impactam os custos de saúde do País estão o câncer (68%), doenças cardiovasculares (66%), pressão arterial (54%), diabetes (48%) e doenças respiratórias (44%).

De igual modo, a Pesquisa de Benefícios Aon, que contou com a participação de mais de 530 Empresas, revelou que 70% das empresas redesenharam seus pacotes de benefícios no último ano e 40% consideram importante rever as regras todo ano. “O cenário não é sustentável e este mesmo levantamento comprova que a assistência médica é o segundo maior gasto das empresas, estando atrás apenas do salário”, explica Marcelo Munerato de Almeida, CEO da Aon Brasil.

“Hoje, gerenciamos mais de 2,7 milhões de vidas. E a partir da nossa gestão de risco, comitês estratégicos, programas de saúde e respectivos resultados e demais desdobramentos, percebemos que grande parte das doenças, principalmente as cinco principais patologias, podem ser controladas com medidas preventivas e hábitos de vida mais saudáveis”, afirma Munerato. “90% dos casos de câncer, por exemplo, descobertos na fase inicial são curáveis e podem custar até dez vezes menos do que o tratamento em um estágio avançado”, esclarece.

Pensando em soluções permanentes que ajudem na conscientização da sociedade, a empresa lança o Movimento Aon Pela Vida. Prevendo 25 programas de soluções de saúde diante dos 5 principais indicadores que geram custos e acometem a população, a companhia pretende atuar na prevenção com clientes, parceiros e já iniciou programa interno para seus colaboradores expandindo gradualmente a atuação junto a dependentes e comunidade.

Internamente, a companhia oferece benefícios que visam melhorar a qualidade de vida dos seus colaboradores, como por exemplo: massagem desk by desk, aulas de pilates, ginástica laboral, lactário, ambulatório, snack car com opções de alimentos saudáveis, bicicletário e vestiários. Além disso, anualmente a empresa promove a Semana Interna de Prevenção a Acidentes de Trabalho (Sipat), que conta com palestras de especialistas nas áreas de fisioterapia, saúde ocular, postura, estresse, entre outros.

A empresa vai utilizar os principais indicadores de saúde para potencializar soluções de gestão, reafirmando o propósito de viabilizar possibilidades econômicas e humanas para clientes, colegas e comunidades na busca constante pela promoção de bem-estar e qualidade de vida. O resultado tem o objetivo de prevenir e conscientizar pessoas salvando vidas e custos na busca um sistema de saúde sustentável.

Considerando que a definição de saúde atualmente não é a ausência de doença, mas o bem-estar físico, emocional e social, a melhor e maior ferramenta para obter resultados eficazes será a promoção e a prevenção da saúde. Empoderando o indivíduo para o auto cuidado, o seu bem maior – que é a vida – estará sendo resguardado.

“Além das patologias já mencionadas, cabe destacar que o envelhecimento da população, a introdução de novas tecnologias, a judicialização e o uso inadequado dos planos de saúde estão entre os principais motivos que alavancam os custos de saúde. Investimos na prevenção e promoção, pois é o que está justamente o que está nas nossas mãos, e influenciará positivamente a sociedade no uso consciente”, aponta.

Fonte: Revista Apólice

Nenhum Comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment