Sou muito bom em agir, terminar vários trabalhos, fazer uma pilha com todas as tarefas concluídas.

Meu problema não é a ação, é fazer as ações terem mais significado.

Algum de vocês tem esse problema e sentem que seu trabalho é supérfluo e sem sentido?

A propósito, se o seu problema é agir, aqui está meu plano de ação:

  1. Escolha o que é mais importante
  2. Faça apenas uma coisa por vez
  3. Deixe de lado todas as outras coisas e faça apenas aquela atividade
  4. Comece pelo que é menor, para que o início seja mais fácil
  5. Sinta o prazer de completar uma atividade

Sim, concluir tarefas é muito divertido. Ao fim do dia, entretanto, você só fez um monte de coisas e nada pareceu importante. E, beleza, pelo menos você não procrastinou, e nem perdeu o dia com distrações, mas dá pra fazer mais da vida do que enrolar e sempre estar super ocupado.

Melhor conversarmos sobre propósito.

O prazer de um trabalho com relevância

Não é todo mundo que se dá ao luxo de fazer um trabalho relevante – talvez você tenha que trabalhar em um restaurante fast food só para conseguir fazer as compras do mês, por exemplo. Entendo isso. Sou muito sortudo de ter um trabalho que acho importante.

Mas essa é uma das coisas mais incríveis que fui capaz de criar na minha vida, um trabalho que tem propósito. O tipo de trabalho que dá a sensação de que estou fazendo algo bom para o mundo.

Pessoas em todos os campos de trabalho encontraram trabalhos relevantes – isso acontece, geralmente, quando você faz algo bom na vida dos outros. Professores que veem os olhos de uma criança brilharem quando fazem algum experimento científico ou leem uma boa história. Enfermeiras que ajudam alguém com dor.

Voluntários que ajudam em um projeto para fazer uma comunidade melhor. Escritores que informam, divertem ou provocam. Mães que ajudam bebês a crescerem e serem pessoas maravilhosas. Um motorista de ônibus que leva e traz os estudantes, seguros, para que eles possam estudar.

Cientistas que avançam o conhecimento da humanidade. Professores de yoga que trazem uma medida de paz interior às manhãs dos outros. Um jardineiro que vai deixar a casa das pessoas mais alegres. Um conselheiro que ajuda alguém a lidar com seu sofrimento por conta da ansiedade.

Um engenheiro de software que cria aplicativos para dar poder a quem os idealiza. Um artista que dá às pessoas uma nova maneira de ver o mundo através do seu trabalho. Um personal trainer que ajuda seus clientes a ter uma vida mais saudável. Um coach que ajuda seus clientes a quebrar barreiras em suas vidas.

Pessoalmente, acredito que qualquer um pode encontrar relevância no seu trabalho. Trabalha em um escritório? Pode ser que seja importante ajudar seus colegas para que eles façam o trabalho com mais facilidade, ou contribuir para que o trabalho deles realmente seja concluído.

Talvez a sua ajuda ilumine o dia de alguém com sua positividade ou senso de humor. Você pode até alegrar um cliente com o seu serviço. Trabalha como zelador? Imagine como seria se você não fizesse a limpeza durante uma semana e o quanto as pessoas se sentiriam péssimas: seu trabalho melhora a vida delas, mesmo que não percebam.

A sensação de relevância pode vir mesmo quando as pessoas beneficiadas não notarem o que você fez. Apenas estar ciente de que você melhorou algumas vidas já é maravilhoso.

Relevância é qualquer coisa que faça vidas melhores – a sua própria, inclusive. Se você está colocando sorrisos no rosto de outras pessoas, se as ajuda a ter vidas melhores, fazendo seus trabalhos mais fáceis ou suas dores de cabeça menores… está fazendo algo relevante.

Trabalhos relevantes estão em todo lugar, o que é profundamente gratificante. Até mesmo prazeroso, se conseguimos nos conectar ao propósito dele em vez de simplesmente seguir em frente.

Como encontrar relevância em seus deveres no trabalho

Uma coisa é perceber a relevância do seu trabalho, e outra é realmente sentir que ele é importante durante o dia.

As principais ferramentas para encontrar relevância em suas tarefas são:

1. A pausa

Antes de iniciar algo, dê uma pausa. Reflita sobre a importância do trabalho (veja as duas próximas ferramentas). Se você está no meio de uma atividade e entrou no modo “Termine Logo Isso”, pare. Reflita. Se está empurrando seu dia com a barriga, pare. Reflita novamente. Faça isso sempre ao longo do dia – pare e reflita. E então faça os próximos itens da lista.

2. O porquê

Quando der uma pausa, pergunte-se o porquê de sua tarefa. Por que ela é importante? Quem terá a vida melhorada, de alguma maneira? Por exemplo, enquanto escrevo isso, imagino uma pessoa me lendo e sentindo que o próprio trabalho é um pouco mais relevante. Talvez até duas pessoas. Isso aquece meu coração (veja o próximo passo).

Enquanto estava indo para a aula de yoga hoje pela manhã com minha filha, senti que era muito importante trazer para a vida dela uma atividade e a prática do mindfulness. Tive uma sessão de coaching pelo telefone, e me pareceu relevante estar ajudando alguém a fazer um trabalho que é incrível para o mundo. Fiz exercícios de tração na barra fixa com meu filho durante a tarde, e percebi a relevância de ter um tempo de conexão com ele durante um exercício. Por que algo é importante para você? Por que é relevante o suficiente para estar na sua vida? Ligue a sua atividade a esse porquê.

3. O coração

Uma coisa é saber intelectualmente por que você está fazendo algo, saber o significado disso na sua cabeça, mas é bem diferente sentir a importância disso no seu coração. Quando imaginar a vida de alguém sendo melhorada, tente sentir o prazer de fazer algo bom para os outros.

Quantas vezes nos permitimos sentir prazer? Sinta o amor que você tem pelos outros no seu coração. Sinta a felicidade de ser a causa do sorriso no rosto de alguém ou de aliviar o fardo que ele carrega. Você não precisa que os outros saibam – mas é algo maravilhoso fazer isso por eles.

É simples assim. Parar. Refletir sobre o seu porquê. E sentir o prazer, a felicidade, o amor, no seu coração.

Fonte: administradores.com.br

Nenhum Comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment