Falando bem direto ao ponto, autofeedback é a nossa capacidade de autoavaliação e interpretação da realidade como ela é de forma objetiva, (sem entrar no mérito de discutir a teoria da relatividade), e agir de modo a tornar-se melhor do que era ontem.

No processo de autofeedback você precisa compreender a importância de assumir as “rédeas” da sua vida, e nesse sentido, “ser melhor do que era ontem” significa ser melhor do que você mesmo.

Podemos até nos inspirar em alguém ou modelar uma pessoa de elevado nível de desempenho, porém, comparar-nos aos outros é um erro.

Entenda a utilidade do autofeedback

O autofeedback pode ser útil tanto a quem ocupa posição de liderança, quanto ao liderado, e sendo mais profundo, todos nós assumimos certo nível de liderança, porque temos a responsabilidade de sermos líderes de nós mesmos.

E acredite, se para muitos é um desafio liderar, estar à frente de pessoas, projetos ou alguma causa nobre, liderar o próprio comportamento e moldar nossas atitudes em relação à vida é o primeiro passo.

Por isso o autofeedback é super importante e faz todo sentido, independente da sua condição de vida atual.

6 perguntas para aplicar o autofeedback

  1. O que eu fiz hoje me ajudou a aproximar do meu objetivo?
  2. O que eu poderia ter feito diferente?
  3. O que eu preciso parar de fazer porque está me prejudicando?
  4. Qual comportamento está me ajudando?
  5. Qual comportamento está me atrapalhando?
  6. Diante de tudo isso, qual é o próximo passo que se eu der impactará minha vida de forma positiva?

Se você for mais sinestésico (gosta do contato físico) ou visual (aprecia a forma), pode até desenvolver indicadores simples de desempenho e gamificar (aplicar os princípios de um jogo) seu processo de autofeedback. Será divertido.

Benefícios obtidos ao aplicar o autofeedback

Ao aplicar o autofeedback você conseguirá ampliar o autoconhecimento, desenvolver a disciplina, estimular a autoliderança, fortalecer a autoconfiança, valorizar seus progressos diários e aumentar a capacidade de relação interpessoal.

Você pode aplicar o autofeedback diário, semanal ou mensal. Quanto mais consistente e realista, mais eficaz será o resultado.

Outra atitude positiva é estimular as pessoas ao seu redor a praticarem o autofeedback e você pode até adaptá-lo focando em uma área específica, por exemplo: família, negócios, equipe, carreira, saúde, finanças, entre outras.

Fonte: rhportal.com.br

Nenhum Comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment