A situação econômica brasileira não é das melhores: nos últimos anos, o país vem enfrentando uma grave crise financeira que, às vezes, parece não ter fim. Mas o cenário que indicava 12 milhões de pessoas desempregadas começa a dar sinais de melhora: o desemprego recuou para 11,8%, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

É neste momento que o empreendedorismo por necessidade ganha forças. Diversos brasileiros arregaçam as mangas e decidem ir em busca do próprio negócio na esperança de virar o jogo. Para Pedro Superti, especialista em Marketing de Diferenciação, é necessário que o empreendedor, além de ter uma boa ideia, saiba como gerir seu negócio. “Mesmo que sua empresa ofereça o melhor produto ou serviço do mercado, sem um bom conhecimento de gestão seu negócio não irá para frente”, afirma.

É uma dica que vale ouro ainda mais se levarmos em conta que a diminuição do desemprego está sendo impulsionada por trabalhadores informais. Segundo o IBGE, a população ocupada por estes trabalhadores chegou a 41,3%, patamar recorde da pesquisa (iniciada em 2012). São 38,683 milhões de brasileiros atuando por conta própria.

É como se o brasileiro fosse empreendedor por natureza: dados da GEM (Global Entrepreneurship Monitor) indicam que o país chegou a 38% na Taxa de Empreendedorismo Total (TTE). Isso significa que 52 milhões de brasileiros possuem um negócio próprio – e esse número só tende a aumentar.

Mas como se diferenciar em um mercado cada vez mais competitivo? Diante deste cenário, Superti dá cinco dicas fundamentais para quem quer começar um negócio de sucesso:

1. Visão

Você precisa ter um negócio que está voltado para o futuro, não para o passado. Lendo como as coisas estão mudando e acompanhando as novas tendências, você está criando um negócio que vai estar em alta demanda daqui a três, cinco, dez anos ou você está criando um negócio que no passado teve uma demanda, mas hoje está morrendo? É preciso ter visão.

2. Autenticidade

O seu negócio realmente precisa ser autêntico. Autêntico é quando você faz o que acredita, não aquilo que esperam que você faça. Hoje nós temos um mundo de negócios que tentam ser politicamente corretos e por isso eles não têm personalidade, não têm alma. Você precisa ter um negócio que faz aquilo que acredita mesmo que desagrade uma ou outra pessoa. Porque as pessoas que concordam com você vão ser os fãs que defendem e promovem sua marca.

3. Tenha aliados

Você não vai vencer essa batalha sozinho. Você precisa de pessoas que estão lutando junto com você e que acreditam que essa é uma luta digna de ser lutada. Por isso, você precisa trazer profissionais que, além de competentes, concordam com sua visão e estão dispostos a ir para batalha junto com você, custe o que custar.

4. Experiência

Hoje nós vivemos na era da experiência. As pessoas não querem mais comprar produtos ou serviços. Enquanto você tentar falar que seu produto ou serviço é melhor que os demais, você sempre vai estar sendo comparado aos concorrentes. O que você precisa criar e pensar é como seu negócio proporciona experiências em todos os pontos de contato, experiências únicas em todos os pontos de contato com o cliente. Quem oferece a maior experiência vence o jogo.

5. Valores

Tenha muito claro o que você acredita e o que você não acredita, o que você apoia e o que você não apoia. Viva cada dia e tome cada atitude levando em consideração os valores que toda a sua empresa acredita. Se alguém não gostar durante o processo não se desculpe. Entenda que pessoas têm pontos de vista diferentes, mas nunca se desculpe por quem você é.

Fonte: administradores.com.br

Nenhum Comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment