O funcionário rastreado e feliz
O funcionário rastreado e feliz
Discussões sobre privacidade de dados tendem a focar a dinâmica consumidor/vendedor. Quais informações pessoais as empresas têm direito de coletar e como elas devem ser usadas e cuidadas? Mas outra dinâmica, entre empregador e trabalhador, suscita questões ainda mais espinhosas. Durante anos,...
Leia Mais...
A dura realidade das culturas inovadoras
A dura realidade das culturas inovadoras
Culturas que favorecem a inovação são valiosas não só para a última linha do balancete, mas também para líderes e funcionários que prezam sua empresa. Em seminários corporativos do mundo todo, eu perguntava informalmente a centenas de executivos se eles gostariam de trabalhar numa organização...
Leia Mais...
Onde focar para ser mais produtivo: ambiente, expectativas e exemplos
Onde focar para ser mais produtivo: ambiente, expectativas e exemplos
Em 2008, eu desenvolvia produtos publicitários na Google. Pela primeira vez em minha curta carreira, participava de muitas reuniões, portanto, o trabalho passou a exigir muito mais poder de convencimento, persuasão e coordenação devido a minha área de atuação. Um dia, meu chefe falou de um grupo...
Leia Mais...
Atributos de liderança na era digital: as demandas das Gerações Y e Z
Atributos de liderança na era digital: as demandas das Gerações Y e Z
A diversidade cultural decorrente dos costumes, dos valores, das leis, da linguagem, da ciência e sobretudo dos recursos tecnológicos determina em grande medida o desenvolvimento social e organizacional do mundo.  Não é de surpreender então que, em diferentes épocas, um estilo de liderança seja...
Leia Mais...
Como melhorar as taxas de resposta da pesquisa de clima organizacional
Como melhorar as taxas de resposta da pesquisa de clima organizacional
As taxas de resposta da pesquisa de clima organizacional é um assunto delicado na maioria das empresas. Muitas organizações podem alcançar apenas uma taxa de resposta de 50%, mas algumas conseguem aumentar para 80%, às vezes até para 90%. Você pode sentir que esse nível de participação pode...
Leia Mais...
A melhor forma de se organizar no dia a dia, segundo pesquisa
A melhor forma de se organizar no dia a dia, segundo pesquisa
Pesquisadoras acreditam que existem dois estilos de organizar o dia a dia: seguindo o relógio ou uma lista de atividades. Conheça seus prós e contras. O modo de lidar com o tempo costuma variar de pessoa para pessoa. Há aqueles que precisam fazer listas para tudo, os que baixam aplicativos, os que...
Leia Mais...
Onde focar para ser mais produtivo: ambiente, expectativas e exemplos
Onde focar para ser mais produtivo: ambiente, expectativas e exemplos
Em 2008, eu desenvolvia produtos publicitários na Google. Pela primeira vez em minha curta carreira, participava de muitas reuniões, portanto, o trabalho passou a exigir muito mais poder de convencimento, persuasão e coordenação devido a minha área de atuação. Um dia, meu chefe falou de um grupo...
Leia Mais...
Como ajudar seu cérebro a trabalhar bem melhor? Neurocientista responde
Como ajudar seu cérebro a trabalhar bem melhor? Neurocientista responde
Carla Tieppo, uma das principais neurocientistas do Brasil, explica como ter mais prazer durante o expediente e produzir mais “Depois do açúcar refinado…”.  A viralização de um pequeno texto da neurocientista Carla Tieppo que começava com essa frase e trazia como assunto principal os riscos...
Leia Mais...
Como trabalhar com pessoas sem autoconsciência
Como trabalhar com pessoas sem autoconsciência
Apesar de a autoconsciência – isto é, saber quem somos e como somos vistos – ser importante para o desempenho no trabalho, o sucesso na carreira e a eficácia na liderança, hoje sua existência no ambiente de trabalho é impressionantemente escassa. Em nosso programa de pesquisa de quase cinco...
Leia Mais...
Se você quer ser melhor em algo, faça essas duas perguntas a si mesmo
Se você quer ser melhor em algo, faça essas duas perguntas a si mesmo
Era a última corrida da temporada de esqui. Meu filho, Daniel, de 10 anos, estava no portão inicial em seus trajes de esqui, capacete e óculos de proteção, esperando o sinal de partida. “3… 2… 1…” O responsável pelo portão o chamou e ele partiu em um piscar de olhos, empurrando os bastões...
Leia Mais...

Próxima Página »